Com o objetivo de reduzir a mortalidade neonatal em bebês de até 28 dias, o Ministério da Saúde lançou nesta segunda-feira (17) um conjunto de ações denominado Estratégia Qualineo, em Salvador.

 

A ideia foi lançada na capital baiana e vai ser implementada inicialmente em dez estados prioritários, onde morrem mais de 11 recém-nascidos para cada mil nascidos vivos: Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Maranhão, Mato Grosso, Pará, Piauí, Roraima e Sergipe.

 

Segundo o levantamento do Ministério da Saúde, entre os estados prioritários, a Bahia tem a segundamaior taxa de mortalidade de recém-nascidos: são 13,7 para cada mil nascidos vivos em 2014. O estado fica atrás somente do Amapá, onde a taxa é de 16,2.

 

A Estratégia Qualineo pretende integrar outros programas já existentes do Ministério da Saúde, sobretudo dar continuidade à Rede Cegonha, que presta atenção às mães, “desde o planejamento reprodutivo até a gestação, pré e pós-parto”.

 

É o que explica a conselheira técnica do Ministério da Saúde, Liliane Augusto, que destaca as principais causas de morte neonatal, em âmbito nacional.

 

Presente no lançamento, o subsecretário de Saúde da Bahia, Adil José Duarte Filho comemorou a iniciativa tomada pelo Ministério da Saúde de acionar as instâncias estaduais e municipais para melhorar os números.

 

Durante três dias a partir desta segunda, 40 profissionais ligados às maternidades selecionadas, em Salvador, vão participar de oficinas de qualificação, com duração prevista de 24 meses. Os serviços que apresentarem melhoria na atenção e redução nas taxas de mortalidade neonatal, devem receber o Selo Qualineo de certificação, concedido pelo Ministério da Saúde.

 

A partir daí, as unidades com o reconhecimento passam a qualificar outros estabelecimentos e profissionais.


Source link Original

Leave a Comment

×